Imprensa / Notícias Simplas
28/08/2018

Simplás implementa projeto Plástico do Bem na Câmara de Indústria, Comércio e Serviços (CIC) de Caxias do Sul (RS)

Recursos obtidos com reciclagem de plástico limpo arrecadado por funcionários e frequentadores do condomínio serão destinados ao projeto Mão Amiga

 

O projeto Plástico do Bem está oficialmente em operação na Câmara de Indústria, Comércio e Serviços (CIC) de Caxias do Sul (RS). A partir desta terça-feira (28), 30 coletores de resíduos de 10 litros de armazenamento e três grandes coletores com capacidade para 100 litros tornam-se o destino de todo o plástico limpo arrecadado por funcionários, prestadores de serviço e frequentadores da CIC de Caxias do Sul. O material acumulado nos recipientes distribuídos pelas áreas comuns e salas de 26 organizações instaladas no condomínio empresarial será encaminhado para a reciclagem e os recursos obtidos com a venda irão para o projeto beneficente Mão Amiga. 

Em Farroupilha (RS), onde foi implementada na última semana de março, a iniciativa de educação e sustentabilidade do Sindicato das Indústrias de Material Plástico do Nordeste Gaúcho (Simplás) já proporcionou aproximadamente R$ 8 mil em recursos extraordinários para 22 escolas da rede pública fundamental, que atendem 6,5 mil estudantes e destinaram cerca de 10 toneladas de plástico limpo para a reciclagem.

“Mais do que a verba que estas instituições podem obter com a arrecadação, a separação e a destinação do plástico limpo para a reciclagem, o Plástico do Bem mira no comportamento futuro da humanidade. Novos tempos exigem novos hábitos. E precisamos criar o hábito da destinação correta dos produtos após o consumo. Inicialmente, com os plásticos. Mas a partir do momento que as pessoas assimilarem a ideia de consumo responsável, destinação correta e reaproveitamento, naturalmente, ela vai se expandir para os outros materiais do cotidiano. O Plástico do Bem é, antes de tudo, uma ação informativa e educacional. Mas que também é capaz de gerar receita para a própria rede de educação e amparo social”, explica o presidente do Simplás, Jaime Lorandi.

Lorandi foi o palestrante da tradicional reunião-almoço da CIC de Caxias do Sul na segunda-feira (27). A apresentação Educação para a sustentabilidade, apresentando os benefícios do plástico para a humanidade e a importância da destinação correta após o consumo, foi alusiva aos 29 anos do Simplás, comemorados no dia 25 de agosto. 

Na sequência da palestra, em parceria com o instituto Plastivida, ocorreu a capacitação dos funcionários e colaboradores da CIC para a operação do projeto Plástico do Bem (foto). A ideia é que os participantes também tragam plásticos limpos coletados nas próprias residências e vizinhanças, mobilizando familiares e amigos. O projeto destina para a reciclagem garrafas PET de qualquer tamanho; embalagens rígidas, como as de xampu, cosméticos, detergentes e produtos de limpeza e potes e tampas diversos, como os de produtos alimentícios.

“O sujeito ativo da poluição são as pessoas. Nós somos os primeiros responsáveis pelo que consumimos. Os materiais são inertes. Eles não vão andando sozinhos até os rios e oceanos. Se aparecem lá, é porque alguém não lhes deu o destino correto. Então, temos de aprender que não existe ‘jogar fora’. O comportamento adequado tem que começar dentro de casa. Os plásticos oferecem soluções variadas e acessíveis para toda a humanidade. E, como qualquer material, devem ter a destinação correta após o consumo. É fácil. Só precisamos criar o hábito”, sentenciou Lorandi.

Em Caxias do Sul, o projeto Plástico do Bem também já entrou em implantação na unidade do Senai Nilo Peçanha, no bairro Exposição.

O projeto Plástico do Bem na Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul é uma realização de Simplás e CIC, com patrocínios máster de Instituto Brasileiro do PVC e Plastivida e apoio de Ou.

 

Sobre o Simplás

O Sindicato das Indústrias de Material Plástico do Nordeste Gaúcho (Simplás) representa mais de 400 empresas de transformação que geram cerca de 9,5 mil empregos diretos em oito municípios (Caxias do Sul, Coronel Pilar, Farroupilha, Flores da Cunha, Garibaldi, Nova Pádua, São Marcos e Vale Real), com estimativa de faturamento anual superior a R$ 3 bilhões. Segundo a Associação Brasileira da Indústria do Plástico (Abiplast), pelo número de empresas instaladas, a região concentra o segundo maior polo de transformação de material plástico do país. 

 

Fotos: Gabriel Izidoro

Conheça Nossos Associados